DRENAGEM LINFÁTICA

A drenagem linfática corporal é uma técnica de massagem manual que estimula o sistema linfático, responsável por eliminar o excesso e água e resíduos metabólicos. A massagem deve ser realizada devagar e com precisão, a fim de que o movimento possa eliminar o edema causado pela retenção de líquidos do corpo, melhorar a circulação sanguínea, combater a celulite e promover, também, um momento relaxante ao paciente.

COMO FUNCIONA?

A massagem é feita com movimentos precisos e suaves, eliminando os líquidos responsáveis pelo edema. Os líquidos são eliminados das áreas do corpo que estão propensas ao acúmulo de gordura, como abdome e coxas. O profissional que realiza esta massagem deve percorrer os trajetos dos vasos linfáticos sendo que, para cada parte do corpo que receberá a massagem, é realizado um movimento exclusivo e eficaz. A drenagem linfática pode ser realizada com as próprias mãos do profissional, como também com aparelhos de endermologia específicos para esta finalidade.

RESULTADOS

Ajuda na prevenção de celulite e acelera o metabolismo. Os resultados da drenagem linfática podem ser notados de imediato e o paciente pode realizar até três sessões por semana do procedimento. O paciente deve aliar este tratamento com uma alimentação balanceada, alta ingestão de líquidos e atividades físicas regulares.

atendimento

Solicite uma avaliação

DRENAGEM PÓS-OPERATÓRIA

A drenagem linfática pós-operatória é uma técnica de massagem específica após cirurgia plástica. O método normaliza o sistema linfático, elimina toxinas e líquidos acumulados devido a cirurgia e ajuda a prevenir possíveis complicações no pós-cirúrgico.

COMO FUNCIONA?

A massagem é feita de forma manual com movimentos precisos e suaves, eliminando a retenção de líquidos responsáveis pelo inchaço (edemas). Esses líquidos, cheios de toxinas, são expelidos das áreas do corpo que sofreram o processo cirúrgico, como abdome, coxas, face, etc.

RESULTADOS

A drenagem pós-operatória proporciona eliminação do edema e prevenção de fibroses que podem surgir no pós-operatório, sendo de extrema importância neste período. A quantidade de sessões pode variar conforme o caso, mas geralmente são indicadas no mínimo dez. A drenagem pós cirúrgica também pode ser associada a aparelhos como radiofrequência e Manthus, para potencializar o resultado.